Aguarde

Artista Miriam P. Garbelotto - Currículo do Artista

VOCE ESTÁ AQUI: Delphus Galeria Artistas

Miriam P. Garbelotto

MIRIAM POSTAL GARBELOTTO nasceu no dia 21 de maio de 1962 em Passo Fundo, Rio Grande do Sul.
Bacharel em Desenho e Plástica em 1982, e Pós Graduada em ARTE/ EDUCAÇÃO ambos pela Universidade de Passo Fundo.
Com cursos de especialização no Brasil e exterior, seu currículo vem sendo construído através da participação em importantes exposições de arte nacionais como: 44º Salão Paranaense - V Salão da Ferrovia- Rio de Janeiro - Salão COPESUL - P. Alegre, menção honrosa no I Salão Canoense de Pintura e Desenho, 1º lugar em Pintura no III Salão de Cachoeira do Sul, 1º lugar em Pintura - FUNDESCAR - Carazinho.

Realizou inúmeros painéis públicos, tendo obtido o 1º lugar no Projeto Missões 300 anos, capa do Guia Telefônico de Porto Alegre de 1988.
Em 1997 seus trabalhos foram escolhidos para capa das Listas Telefônicas das Regiões: Norte, Nordeste, Noroeste e Centro do Rio Grande do Sul.

Nas participações Internacionais em 1995 expõe na ARTEXPO em Nova Iorque, Panorama da Arte Brasileira na Bélgica em 1996 e em Berlim em 1998.
Neste mesmo ano faz uma individual na Embaixada do Brasil em Portugal e em Assuncion no Paraguay.

Dona de um estilo próprio, Miriam tem sua marca registrada, reconhecível em meio a tantos outros artistas, linguagens e temas.
Utiliza a técnica de acrílico sobre tela, criando formas generosas de volumes sensuais sem sinal de esgotamento num exercício constante na temática que conta a história dos centros urbanos brasileiros. Transmite pelas suas cores vibrantes e desenho de estamparia dos tecidos populares, um retrato da alma brasileira.
Em seus quadros, Miriam combina quase sempre personagens masculinos e femininos em clima de sedução. São namoricos que acontecem em praça pública, em meio a festas juninas ou na praia. E assim seguem as imagens construídas pela artista, com visões da colônia, jogos de carta e sinuca.
Sua obra é vibrante e expressiva mostrando situações de um povo simplório, com corpos volumosos, posturas ingênuas e cores quentes. Vestindo chita e chinelos de dedo.